Grelhas de alto tráfego: o que são e para o que servem

As grelhas para alto tráfego são feitas em ferro fundido nodular e aplicadas na construção civil para captação de águas pluviais em locais de grandes extensões. Com alta capacidade de drenagem, são ideais para obras como docas, aeroportos, portos, pátios e outras áreas de ampla dimensão e fluxo intenso de cargas.

Seu diferencial está na resistência, pois suportam até 90 toneladas pontual. Além disso, são compatíveis com canaletas de 30 a 90 cm de largura livre.

 

Vantagens das Grelhas para alto tráfego

Além da resistência – uma de suas principais características –, as grelhas para alto tráfego apresentam outros benefícios. Por isso é uma solução exclusiva para áreas de trânsito excessivo de pessoas e carregamentos. Confira!

  • Superfície antiderrapante – proporciona resistência contra o escorregamento e mais segurança;
  • Durabilidade – material de elevada dureza e resistente ao desgaste e à corrosão;
  • Fixação por parafusos no quadro – fornece segurança contra roubos e batimentos;
  • Atende às solicitações de tráfego elevado em grandes vãos e áreas com circulação de equipamentos;
  • Sistema de requadro autoalinhante.

 

Normas e especificações para grelhas de alto tráfego

Os procedimentos para fabricação e aplicação das grelhas para alto tráfego devem obedecer aos critérios estabelecidos pelas normas técnicas nacionais e internacionais.

Nesse caso, as obras que necessitam desse tipo de solução precisam estar atentas aos rígidos controles de qualidade, como: princípios de construção, ensaios de tipo e marcação das grelhas de ferro fundido nodular – tudo isso definido pelas NBR 10160 e EN 124.

Os produtos que seguem esses padrões garantem total segurança – aspecto importante para qualquer obra.


Sinônimo de qualidade

A Fuminas é especialista quando o assunto é saneamento básico. Os materiais desenvolvidos pela empresa estão em conformidade com as políticas acima estabelecidas e fizeram parte de projetos importantes como a Arena Corinthians (São Paulo – SP), o Porto Pecém (São Gonçalo do Amarante – CE), a Arena das Dunas (Natal – RN), dentre outros.

 

Gostou da matéria? Deixe-nos saber nos comentários!

Leave A Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *